Poupar na organização do casamento

Poupar na organização do casamento | 6 dicas para poupares mais de 10.000€ no teu casamento
Chegou o dia, o pedido foi feito e estás mega entusiasmada com os preparativos para a festa. MAS, há uma coisa que te aflige, começaste a pedir orçamentos e é TUDO tão caro que já tens dúvidas se poderás ter mesmo um dia em grande. 
 
Don’t stress, hoje vou dar 6 dicas preciosas para economizares nos preparativos para o casamento porque, afinal, os sonhos são MESMO para realizar.
 
Estas dicas vão fazer-te poupar mais de 10.000€, sim 10.000€!!! E posso garantir que funcionam mesmo, afinal eu própria apliquei nos preparativos do meu casamento.
 
Estás pronta?
 
Escolhe bem a data: Este é o primeiro grande passo de uma série de decisões que vão fazer a diferença e, não, não precisa de ser no Inverno. Eu casei numa sexta-feira santa (sim, aquela da Páscoa em que só se come peixe) e tive um duplo desconto: 1º porque era sexta-feira e fora do fim-de-semana é muito mais barato (embora fosse feriado), 2º porque era Primavera e não Verão (a estação que toda a gente quer casar)
Mas, claro, se não te importares de casar no Inverno, podes ser super original no tipo de festa e poupar MUITO mais dinheiro.
 
Poupa no fotografo: Como? Muito fácil, se optares por pessoas que não são especializadas em casamentos vai ser MUITO mais barato. Pedindo aos convidados que tenham o papel de fotógrafos (não sou muito a favor desta opção, mas é a mais barata). Sendo cobaias de um fotógrafo em início de carreira que precisa de um portefólio (o nosso photo booth foi assim e aproveito para MEGA recomendar a @borderland.photo). Ou pedindo a um amigo fotografo para que esse seja o vosso presente de casamento!
Eu queria muito que o casamento fosse filmado e que as fotografias fossem desprevenidas e quando comecei a pedir orçamentos apresentaram-me valores da ordem dos 4000€, sim 4000€. Depois procurei melhor e encontrei pessoas que eram fotógrafos mas que tinham outras ‘especialidades’ e acabei por pagar cerca de 1000€ por dois fotógrafos e um cameraman. Ah! Também excluí aqueles álbuns enormes que se enchem de pó e as fotografias expostas durante o buffet. Com estas dicas poupei 3000€.
 
O vestido que queres e como queres e um fato para todas as ocasiões: Esta também foi uma opção no nosso casamento, eu ‘desenhei’ o meu vestido, comprei os tecidos e optei por fazer numa costureira de bairro e, em vez de pagar, pelo menos 3000€, paguei apenas 300€ por tudo. Poupei mais de 2500€.
 
Ah! Também dispensei o véu, mandei fazer os sapatos, e os acessórios eram todos de família. Quando ao bouquet, levei apenas uma peónia na mão, com um laço (às vezes o simples é o mais bonito).
 
Em relação ao fato, o noivo optou por um modelo normal, com boa qualidade, em promoção, numa loja não especializada em noivos e que pode ser usado noutras ocasiões e, em vez de pagar cerca de 700€, pagou apenas 100€.
 
Lua-de-mel: Ou organizas tu própria, sem recorrer a um pacote, (já falámos sobre isso lá no Insta, em relação a outros tipos de viagem), ou não dizes à agência que será uma lua-de-mel.
 
Geralmente, quando é uma lua-de-mel, as agências têm o cuidado de se preocupar com alguns pormenores como quartos românticos, jantares especiais e, tudo isso encarece o resultado final. Por isso, se dispensas mordomias e estar com a tua cara metade, num lugar paradisíaco, é suficiente, esconde este ‘pormenor’.
 
Se queres alguns mimos vou dizer-te como fiz. Fui à feira da agência abreu, marquei uma viagem comum para São Tomé e, mais perto da data, creio que quando fiz o último pagamento, mencionei à senhora que era a nossa lua-de-mel e, dessa forma, estivemos nos melhores quartos em ambos os hotéis.
 
Pormenores: são eles que, aos poucos, consomem o nosso dinheiro e as dicas para poupar são muitas. 
 
Flores, este é um dos items mais caros no que toca a decoração e a melhor maneira de poupar é fazer arranjos bonitos, mas discretos, afinal, menos é mais e, claro, seleccionar flores da época.
 
Optar por contratar todos os serviços em separado, sai mais barato do que um pacote.
 
Bolo, quem me dera ter pedido à minha sogra para o fazer, o meu foi caríssimo e com um sabor horrível.
 
Mãos na massa: sim, tu és capaz e só te casas uma vez (pelo menos é assim que pensas nesta fase), por isso, evita recorrer a uma wedding planner e vive intensamente cada detalhe. Além disso, a quinta que escolheres vai ter alguém que te ajuda e acompanha a festa, sem cobrar um extra.
 
Uma dica final: quando pensámos em casar, sempre quisemos uma festa diferente, num sitio diferente, mas, rapidamente descobrimos que tudo o que foge à regra é demasiado caro. É óbvio que deves ter a tua festa de sonho, mas, se queres alguma coisa pouco comum, vai preparada para os valores que te vão apresentar.