Como fazer amigos e influenciar pessoas – Resumo do Livro

Voltamos para mais um resumo de um dos nossos livros do desfio de leitura de 2021 e desta vez vamos abordar as lições principais do livro Como fazer amigos e influenciar pessoas, de Dale Carnegie.

Na verdade, este livro tem ele próprio algumas sínteses e resumos ao longo da leitura para que o leitor consiga ir sedimentando conhecimentos e colocando em prática os ensinamentos e, já por este processo, recomendo muito a sua leitura, mas vamos literalmente por partes.

 

Parte 1

 

O autor fala sobre as suas raízes pobres e sem noção de trato em termos de relações humanas e esta é uma ótima forma de expressar as suas considerações sobre um ponto de partida básico do qual quase todos nós saímos.

É aqui que começam as primeiras ideias a reter que se resumem a:

– A critica não tem qualquer valor só destrói

– A importância da apreciação e do encorajamento

– Qualquer pessoa tem o desejo de ser importante, quase tanto como tem de comer

– Aprender é um processo ativo, temos que praticar

– Devemos tentar realizar os nossos objetivos com base no grande interesse despertado nos outros.

Parte 2

Postas estas questões iniciais, partimos para uma segunda fase em que o autor começa a apresentar 6 dicas de como podemos fazer com que as pessoas simpatizem connosco, o que acaba por ser a base de qualquer relação saudável.

6 formas de fazer com que as pessoas gostem de ti

– Interessares-te verdadeiramente pelos outros: quem não se interessa pelos outros terá muita dificuldade em ter a sua atenção

– Sorrir: todas as pessoas preferem estar na companhia de outros que sejam alegres e bem-dispostos

– Lembrares-te do nome das pessoas e não te enganares ao dizê-lo: indica que nos esforçamos por decorar o seu nome o que leva também a que as pessoas percebam que nutrimos consideração por elas e que temos boas maneiras

– Ser um bom ouvinte e fazer com que as pessoas falem de si próprias: ser um bom conversador é, na maioria das vezes, ser um bom ouvinte

– Falar sobre assuntos que interessam às outras pessoas: a melhor forma de chegar ao coração de outras pessoas é falar-lhes sobre aqui de que elas mais gostam

– Mostrar ao outro como ele é importante, sempre com sinceridade: fazer sempre com que a outra pessoa se sinta importante.

Parte 3

Depois de com conquistar a atenção das pessoas e fazer com que eles simpatizem connosco, é hora de trazermos as pessoas para a nossa forma de pensar. Este é, para o autor, o segundo passo neste jogo de interesses que nos leva a fazer com que os outros se sintam felizes a fazer aquilo que nos interessa.

 12 maneiras que conquistares as pessoas para a tua forma de pensar

– A melhor forma de ganhar uma discussão é evitando-a: nunca ninguém sai vitorioso de uma discussão

– Respeita a opinião dos outros: estejas certa ou errada, estejas de acordo, ou não

– Se cometeres um erro reconhece-o: e falo de forma a que os outros possam saber que o fizeste

– Começa sempre uma aproximação de modo amigável

– Recolhe ‘sins’ do outro lado sempre que uma conversa se inicia

– Deixa que a outra pessoa tome conta da conversa e fale tanto quanto lhe apeteça

– Deixa que os outros pensem que uma ideia tua é deles, porque encaminhaste o seu raciocínio até esse ponto

– Procura de forma honesta ver as coisas pelo ponto de vista do outro

– Mostra que acolhes de forma simpática as ideias e desejo das outras pessoas

– Apela sempre aos motivos mais nobres

– Demonstra as tua ideias através de exemplos práticos

– Lança um desafio, quem não gosta de um desafio?

Parte 4

Passo número 3 é começar a modificar as pessoas e trazê-las para a nossa forma de pensar sem que isso gere desconforto e o autor sugere um percurso de 9 passos para o conseguir.

9 maneiras de modificar as pessoas sem as ofender nem provocar ressentimentos

– Começa por um elogio e por uma apreciação sincera

– Nota os erros alheios, de uma maneira indireta

– Fala sobre os teus próprios erros antes de criticar os das outras pessoas

– Faz sugestões em lugar de dar ordens

– Não humilhes as outras pessoas

– Elogia todo o progresso, mesmo o menor e sê sincera na tua apreciação

– Mostra confiança no teu semelhante para que ele se esforce por merecê-la

– Emprega o incentivo. Faz com que a falta que queres corrigir pareça de fácil correção.

– Procede de maneira que a outra pessoa seja feliz, realizando o que lhe sugeres

Parte 5

Cartas que produziram resultados milagrosos

Por fim, ainda dentro desta área, o autor dá exemplos de cartas enviadas, que tendo boas práticas, surtiram o efeito desejado e até o superaram, como prova dos ensinamentos que transmite nos seus cursos e no seu livro.

Parte 6

Para terminar e embora nos dias de hoje possa estar ligeiramente descontextualizado, Dale ajuda-nos a tornar o nosso lar mais feliz naquelas que são as nossas relações de todos os dias com a nossa família. Esta parte teve aquelas que para mim são as duas páginas mais bonitas do livro.

7 regras para tornar mais feliz a vida do teu lar

– Não sejas impertinente

– Aceita o teu companheiro tal como é

– Não critiques: uma carta linda de um pai a um filho que me fez chorar

– Faz sempre uma apreciação sincera

– Não te esqueças de dispensar pequenas atenções

– Sê carinhosa

– Lê um bom livro sobre a vida sexual no casamento

Assim termina mais um livro do nosso desafio que espero muito que tenhas gostado. Se ainda não leste, sugiro a leitura e vais sempre a tempo de ver as lives que estão todas gravadas no IGTV do Instagram do econoMisses..

Se quiseres comprar o Livro Como fazer amigos e influenciar pessoas, clica AQUI.