7 coisas que não deves fazer com o teu dinheiro!

Hoje quero partilhar contigo 7 coisas que não deves fazer com o teu dinheiro se queres ter uma vida financeira, primeiro estável e depois abundante. Poderia começar por dizer que a ideia chave é não desperdiçar este meio fantástico que nos faz conquistar tantos sonhos, mas isso seria demasiado vago, pelo que senti necessidade de detalhar. Preparada?

 

Vamos lá: 7 coisas que não deves fazer com o teu dinheiro!

 

Ter preguiça e por isso gastar mais numa compra do que devias: sim, muitas vezes gastamos mais dinheiro porque achamos que vamos perder demasiado tempo com pesquisas, mas nem sempre é assim, por isso, no que diz respeito ao teu dinheiro, não sejas preguiçosa, tira algum tempo do que passas nas redes sociais e pesquisa antes de uma decisão de compra mais avultada.

 

Gastar dinheiro que não tens: como por exemplo através da utilização do cartão de crédito. O cartão de crédito não é uma extensão do teu ordenado, por isso, não gastes esse dinheiro como se fosse teu.

Não investir: investir não enriquece, mas ajuda a multiplicar o dinheiro que vais poupando. Claro que o deve fazer de forma consciente e em aplicações que sabes o que são e como funcionam, mas, com as taxas de juro atuais, investir é quase obrigatório.

 

Reclamar da falta de dinheiro: no mundo em que vivemos só tem falta de dinheiro quem não se dispuser a fazer mais dinheiro. Sim, eu sei que custa ouvir, mas é verdade! Hoje em dia tens inúmeras formas de fazer renda extra, que dão trabalho, sim, exigem tempo, depende, mas que te vão trazer mais dinheiro, por isso, usa o tempo que perdes a reclamar a estudar e aprender sobre formas de aumentar a tua receita.

 

Emprestar dinheiro a pessoas que não vão pagar: queria dizer que não o deves fazer NUNCA, mas há situações em que é impossível negar e o importante é perceberes se estás a emprestar dinheiro, ou estás a alimentar o estilo de vida rico de outra pessoa.

 

Perder o controlo do teu dinheiro: que é o mesmo que dizer – não saber onde gastas o teu dinheiro todos os meses. Sim, fazer um orçamento e saber que o estás a cumprir é crucial para ter uma vida financeira organizada e sem desperdícios.

 

Pensar apenas no presente: é verdade que a vida pode acabar amanhã, mas também há uma grande probabilidade de viveres mais uns (muitos) anos e, por isso, pensar apenas no presente pode ser uma grande limitação para o teu futuro em termos financeiro. Ter uma visão de longo prazo, aproveitando também o presente é crucial para teres um futuro tranquilo.

 

Agora que já sabes onde não deves gastar o dinheiro, é hora de começares a traçar um plano caso ainda tenhas algum destes hábitos, aproveitando para os substituíres por hábitos mais ‘saudáveis’.