3 anos e uma vida depois…

Faz hoje precisamente 3 anos que este projeto viu a luz do dia e que simultaneamente começou uma grande mudança na minha vida.

A verdade é que muitos sonhos se tornaram reais depois do dia 23 de julho de 2018.

Quando este projeto começou o rebuliço estava instalado no meu mundo. Tinha acabado de sair da minha cidade natal para viver nos arredores, algo que nunca tinha acontecido antes, vivia em casa dos meus sogros, tinha acabado de comprar a minha segunda casa própria e vendido a primeira, para onde nos atirámos ‘grávidos’ de 8 meses e onde vivemos apenas 9 meses, estava a coordenar obras, a viver a mais de uma hora de distância (com trânsito) do meu trabalho, o meu marido estava em processo de mudança de trabalho e para melhorar tudo isso tínhamos um filho pequeno que tinha acabado de fazer um ano e, quem é pai sabe, ainda nos estávamos a habituar à ideia, a procurar uma nova escola, a ajudá-lo a lidar com a mudança, etc. e eu achei por bem lançar, no meio de tudo isto, um novo projeto, depois de 5 projetos digitais falhados que me consumiram muitíssimo tempo. É assim mesmo que esta história começa.

Uff! Nem eu sei como fui capaz. Lembro-me perfeitamente que queria criar um projeto de finanças pessoais para mulheres, por achar MESMO que a independência financeira é algo fundamental e que muitas mulheres não foram ensinadas a ter esse objetivo como algo importante nas suas vidas, mas depois do projeto criado rapidamente percebi que afinal as mulheres precisavam de muitas outras coisas, inclusive um espaço seu para falar sobre este tema e que não era a independência que deveriam procurar, mas sim a liberdade. Foi assim que descobri que estava no caminho certo!

Partilhei com o meu marido esta minha ideia, nas muitas horas juntos que tínhamos de carro de e para Lisboa, e partiu dele este nome que achei genial – econoMisses. Mas este foi apenas o primeiro passo de uma mudança colossal.

Sempre fui uma pessoa poupada e sempre, desde a maioridade, fui eu a escolher os meus investimentos, que até o econoMisses nascer eram sempre de baixo risco. Lembro de ter chegado aos 18 anos e ter pedido ao meu pai para levantar o dinheiro da conta do banco (não faço ideia de quando eram os juros na altura, mas acredito que muito melhores que hoje) e quis colocar nos Certificados de Aforro, daqueles tão velhinhos que já não existem, com uma super taxa e vitalícios, ainda os tenho.

A vida seguiu e eu segui também sempre com uma premissa em mente, poupar pelo menos 10% do meu ordenado todos os meses. Muitas vezes cheguei a poupar 50%, hoje posso partilhar que, embora variável, poupo pelo menos 70% de tudo o que ganho. É incrível, sim, mas é possível para toda a gente que se dispuser a fazê-lo. Há 3 anos atrás poupava apenas 10% e às vezes não era fácil fazê-lo e cortava de outras despesas para atingir esse valor.

Mas o importante é que a determinada altura percebi que, mesmo que poupasse muito, isso serviria de muito pouco para um desejo secreto que sempre tive de me reformar antes dos 67 (por agora) anos. Sabia que se poupasse muito, mesmo não deixando de aproveitar a vida (algo que considero imprescindível) conseguira reformar-me pelos 60 anos, mas mesmo assim não me sentia completamente feliz com essa meta, queria MUITO conseguir fazê-lo antes e nada como querermos muito uma coisa para nos dispormos a procurar por ela, e foi o que fiz.

Procurei a resposta à pergunta – Como me posso reformar antes dos 60 anos?

Daí até encontrar as primeiras respostas foi muito rápido, mas era tudo demasiado confuso e arriscado e eu tínha muito receio de colocar o meu dinheiro na mão de alguém ou em algo que desconhecesse e foi fundamental a decisão de só fazer coisas que percebesse e de forma consciente. Outro grande medo que tinha era da bolsa, ‘oh meu Deus, como é que eu vou colocar o meu dinheiro naquele casino?’, pensei isto muitas vezes, o que é típico de quem desconhece alguma coisa e julga primeiro antes de perceber do que se trata.

Estudei muito, ultrapassei muitas crenças, trabalhei muito o meu desenvolvimento pessoal e comecei a ultrapassar obstáculos e a definir a minha estratégia, testando aqui e ali, algo que ainda hoje faço. E se achas que o meu sonho de me reformar mais cedo passou logo a ser uma realidade, estás enganada. Foi apenas este ano que me senti com condições para fazer as verdadeiras contas e assumir objetivos muito concretos. Foi apenas este ano que me comprometi com a minha reforma aos 45, neste momento, daqui a 9 anos. Mas, mesmo assim, acho que ainda vou conseguir encaixar outros objetivos financeiros, como pagar a casa, pelo meio, ou então atingir mais cedo, não sei, veremos, mas é uma ótima perspetiva.

Esta foi apenas uma das grandes conquistas (sim ter uma meta que sentimos possível, quando ela é ambiciosa, já é em si uma conquista) mas houve um mundo de outras coisas: conheci pessoas incríveis, algumas pessoalmente, outras apenas de forma virtual mas que sempre tiveram uma palavras de carinho e celebraram as minhas vitórias em conjunto comigo com uma felicidade genuína, o que me enche o coração, escrevi um livro e tenho recebido feebacks maravilhosos de pessoas aplicaram o que aprenderam e já estão a ver grandes transformações (o melhor que me podem dizer), conhecia a Cristina Ferreira e fui uma data de vezes à televisão (não que ir à televisão seja espetacular, mas conhecer a Cristina Ferreira foi), conheci a minha sócia a Inês (uma mulher incrível) com quem partilho o Finanças no Feminino mas também um caminho rumo à independência financeira, medos e aflições que às vezes ainda nos assaltam mesmo sendo pessoas cada vez mais bem resolvidas, aumentamos a nossa estrutura com duas mulheres igualmente incríveis super comprometidas com nossa missão e que tornam esta na melhor equipa que podia ter, aumentei as minhas fontes de rendimentos que neste momento são cerca de 7 e tenho um artigo aqui no blog a falar sobre isso e como já disse, mas vale a pena repetir, o meu conhecimento nesta área disparou e o meu desenvolvimento pessoal acompanhou, com uma mudança extraordinária a muitos níveis.

E sabes o que mais desejo para os próximos anos?

Que esta mudança aconteça contigo se assim o desejares. Nada me deixa mais feliz do que conseguir fazer com que tu percebas que a vida dos teus sonhos é possível, basta quereres e assumires o compromisso de o fazer.